Carrinho de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

Carambaia
Product ID: 4439
Product SKU: 4439
New In stock />
Crônica, Folhetim, Teatro - Coleção Acervo

Crônica, Folhetim, Teatro - Coleção Acervo

 
Simulador de Frete
- Calcular frete
João do Rio foi o pseudônimo mais famoso de Paulo Barreto (1881-1921), um dos autores mais conhecidos - e controversos - do início do século XX no Rio de Janeiro. Cronista prolífico, ele também foi crítico de arte, escreveu romances, ensaios, contos, peças de teatro, conferências sobre dança, moda, costumes, política. Crônica, Folhetim, Teatro reúne uma seleção de crônicas, reportagens, contos ficcionais, entrevistas, peças, sainetes, folhetins e artigos produzidos entre 1899 e 1919. Boa parte dos textos nunca saiu em livro, apenas nos jornais - que permaneceram mais de 100 anos guardados em arquivos e bibliotecas. Até mesmo os romances e crônicas que o próprio autor editou em livro estavam há décadas fora de catálogo. João do Rio trabalhou a vida toda em jornais e revistas. Ele foi pioneiro como repórter e criou um estilo de texto híbrido de literatura e reportagem, ficção e realidade. Mudou o modo de fazer jornalismo e ajudou a fundar a crônica moderna. O escritor que conquistou uma vaga na Academia Brasileira de Letras aos 29 anos era um personagem de múltiplas facetas. Usou sua pena para denunciar a miséria, foi porta-voz do povo humilde, que não tinha espaço na imprensa. Inovou ao deixar a redação do jornal e ir para a rua, subir o morro e percorrer os subterrâneos da cidade, para revelar a seu leitor um Rio de Janeiro desconhecido. Ao mesmo tempo, acompanhando as transformações da capital, que vivia, naqueles primeiros anos de República, a fase de sua Belle Époque, João do Rio foi também o cronista dos salões e recepções elegantes da alta roda - a elite que tentava se sofisticar e imitar os estrangeiros. João do Rio percorreu o mundo, colecionou admiradores e desafetos. Gordo, mulato e homossexual, vestia-se como um dândi - com, por exemplo, um fraque verde combinando com a bengala, cartola e monóculo. Vítima de um ataque cardíaco que o impediu de completar 40 anos, ele deixou 25 livros e mais de 2.500 textos publicados em jornais e revistas. O projeto gráfico da caixa preparada pela CARAMBAIA foi desenvolvido por um grupo de arquitetos e designers reunidos especialmente para o trabalho e inspirou-se na relação do cronista com aquela que considerava a musa urbana, dotada de uma alma encantadora - a rua. Seleção dos textos e apresentação: Graziella BetingProjeto gráfico: Cristiane Muniz, Fernando Viégas e Casa 36

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Autor: João do Rio
  • Editora: Carambaia
  • Título: Crônica, Folhetim, Teatro - Coleção Acervo
  • ISBN: 9788569002550
  • Número de páginas: 544
  • Acabamento: Livro brochura (paperback)
Produtos Visitados

Fale conosco

Formulário de Contato
(62) 98249-0022
contato@livrariapalavrear.com.br
Segunda-feira - 11 às 20h
Terça a sexta-feira - 10 às 20h
Sábado - 9 às 13h

Siga a Palavrear:

Pagamento

Pagamento à prazo
  • Cartão Visa - Yapay
  • Cartão MasterCard - Yapay
  • Cartão Amex - Yapay
  • Cartão Elo - Yapay
  • Cartão Hipercard - Yapay
  • Cartão Hiper - Yapay
Pagamento à vista
  • Boleto - Yapay
  • Auxílio Emergencial Caixa - Yapay

Segurança

  • Google Safe
  • Loja Protegida

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial. Preços e estoque sujeito a alterações sem aviso prévio.
Rocha e Fernandes Comércio de Livros Ltda. CNPJ: 21.556.755/0001-47 - Rua 232, nº 338, Setor Universitário - Goiânia/ GO